Alunas do colégio Miguel Couto realizam ato contra o assédio de professores e monitores

2018-08-21


Alunas do colégio Miguel Couto realizam ato contra o assédio de professores e monitores

 "Alunas de diversas unidades do Colégio Miguel Couto realizaram um ato, nesta segunda-feira (20), contra o assédio de professores e monitores. Em vídeos recebidos, estudantes aparecem com cartazes contra o assédio sexual e gritam "Assédio é crime". Além disso, papéis com frases repudiando esse tipo de atitude também foram coladas pela escola. As manifestações ocorreram nas unidades do Méier e de Bangu.

 

 ".No Miguel Couto, o movimento de alunas denunciando o assédio sexual por parte de funcionários da instituição se iniciou no Twitter, onde adolescentes usam a hashtag #AssedioEHabitoNoMC para relatar os casos. "Professor que para 'ensinar' sua matéria afirmava que em novinhas de 15 anos devíamos enfiar a banana", conta um dos relatos. "O inspetor que todo santo dia me chamava de princesa, linda, maravilhosa, que nem disfarça pra me olhar de uma forma bem e***", comenta outra jovem. "Então vamos falar do inspetor que te assedia na cara de pau e ninguém faz nada a respeito! Fui obrigada a ouvir: "tô analisando as medidas do seu corpo", compartilhou outra."

 

Fonte: Redes Sociais 

 

Comentarios

Sugestões

Poll

60%
80%
90%
40%